texto abaixo do cabeçalho


14 de jan de 2014

Constatações de luta e luto

encontros raros
amassos nunca amenos
a palavra enriquecida vertigem
o ontem vivo
 
amor Saturno
corpo a mover-se no anel
escondida imagem
de um carpim esquecido
as lembranças na gaveta
o poema, a surpresa, uma foto
a memória num aniversário

e depois o medo do batom na gola
o beijo no portão e o vazio
permanentes

saudade não sem registro
 
no ar que não mais se mistura
o despreparo em total preparo
foi barro - já submetido sexo
que não ganhou o melhor - a polidez

sem mais picada entre virtuais videiras plenas
o enorme carinho perdeu o abraço
uso dele - alegria dela
o desejo de gol, a bandeirada
o fim de uma longa espera

um amor que removeria montanhas
um voo feromônios
no sabor, foi fruta madura
 
eram demônios?
os anjos queriam tanto colher um par!
foi sonho incomum de palavra tanta
agora inútil
 
o amor envelhecido à força e às pressas
sem lastro aos dormentes
sem força pra vingar

a pobreza na coragem de ser
possibilidade
mesmo na dor
o cuidado e o acolhimento
o nada, que pena!
morre sepultado vivo
sem mais querer luto nem luta
nem saudade
 
Marilice Costi

Nenhum comentário: